Esponja Belliz x Beauty Blender

31 de outubro de 2016

esponja-belliz-1

Teve uma época em que as esponjas foram deixadas de lado na aplicação da maquiagem mas, desde o fenômeno da Beauty Blender, as marcas tem investidos em esponjas diferentes. A esponja Belliz é uma das mais famosas e a primeira que escolhi para testar e também comparar com a Beauty Blender.

Ela foi uma das primeiras a serem lançadas no Brasil e tem a mesa proposta da famosa importada. A idéia é que você umedeça ela com água, fazendo com que ela aumente de tamanho, e então aplique com batidinhas sua base ou corretivo (na verdade qualquer produto líquido e cremoso). O fato de molhar faz com que ela retenha menos produto e o acabamento na pele fique mais natural.

A esponja Belliz é feita 100% de poliuretano, tipo uma espuma multiuso feita de polímeros. É totalmente livre de látex, o que não causa alergia. Ela é em formato de gota, com a pontinha ideal para áreas menores, e o outro lado maior ideal para o rosto todo. No meio ela tem essa cintura que auxilia na hora de segurar.

esponja-belliz-2

esponja-belliz-3

Ela é bem macia, sendo fácil para aplicar, mas também é firme.

esponja-belliz-4

Como molhar sua esponja: você pode usar um spray de água (comum ou termal) e ir borrifando e espremendo a esponja até ela aumentar de tamanho. Ou então, a forma como prefiro, ficar apertando ela nas mãos na água corrente da torneira até que ela fique maior. Então, é só apertar para retirar qualquer excesso de água.

Antes de falar o que achei dela, quero comparar com a Beauty Blender:

esponja-belliz-5

esponja-belliz-6

A principal diferença entre as duas é o material. A Beauty Blender é feita de algo não revelado, mas que é patenteado, ou seja, nenhuma esponja nunca vai ser igual. Ela foi feita para expandir em contato com a água, mas absorver a menor quantidade de produto possível, seja água ou base.

Na foto acima, ambas estão molhadas, e dá pra ver bem a diferença. É como se a Beauty Blender criasse “burracos“maiores, expandindo seu material ao invés de absorver a água. Enquanto a Belliz tem “burracos” menores. Por conta disso, a BB é muito mais macia, enquanto a Belliz é mais firme e dura.

Outra diferença fica no formato, especialmente na pontinha. A BB é mais delicada e acessa melhores lugares pequenos como ao redor dos olhos, enquanto da Belliz é mais difícil chegar nos cantinhos porque sua pontinha é mais “gordinha“.

Na aplicação as duas são semelhantes porém a Belliz absorve muito mais produto, tanto água quanto base. Você sente que tem maior desperdício e ela acaba ficando suja mais rápido, por conta da absorção. Enquanto a BB retira cerca de 95% da água quando molhada, diria que a Belliz retira apenas 80%. E isso vale com os produtos também. Por isso, a minha dica é aplicar a base diretamente no rosto e só então espalhar com a Belliz, enquanto a BB você consegue pegar a base com ela e espalhar que não vai absorver muito. Conseguem entender?

Por fim, a última diferença (além do preço, claro!) é na hora da lavagem. Ambas podem ser lavadas com sabão neutro e água corrente (se for morna é mais fácil). As duas ficam limpinhas rápidas, porém a Belliz não retira totalmente o sabão, enquanto a BB sim. Como assim? Na hora de enxaguar, a BB vai expelir totalmente o sabão, então uma hora você vai apertar e não vai fazer mais espuma. Enquanto a Belliz ainda continua sair espuma, por mais que você aperte muito. Inclusive, na hora de umedecer ela novamente depois de limpa, você ainda vai ver um pouco de espuma. Acredito que isso influencia na questão do tempo de vida delas.

esponja-belliz-7

Pra facilitar fiz uma tabelinha pra vocês:

esponja-belliz-beauty-blender

A Beauty Blender não é vendia no Brasil, você encontra nos EUA por $20 dólares. A Belliz eu comprei na Ikesaki e paguei R$21,55 (já vi preços até R$25).

Afinal, vale a pena? Vale! Pelo valor, eu achei que é uma boa esponja, especialmente se você nunca testou a Beauty Blender. Se você já testou, vai sentir as diferenças e vai achar que vale a pena investir na importada, que vai durar por mais de um ano se você cuidar dela. Insisto na minha dica: aplique a base diretamente no rosto e só espalhe ou dê acabamento final com a esponja, assim você não desperdiça tanto produto. E na hora de lavar, paciência, a espuma não sai mesmo, rs.

postado por
Priscila Paes

Linha Tea Tree The Body Shop – Para peles oleosas!

24 de outubro de 2016

tea-tree-the-body-shop-1

Tem um tempinho que a The Body Shop veio para o Brasil e, até então, eu só tinha experimentando a linha de Vitamina E deles (que é ótima para pele normal a seca). Tem algumas semanas que eu estou testando a linha Tea Tree The Body Shop, que é totalmente natural feita com Óleo de Tea Tree (a famosa Melaleuca), que vem do Quénia e tem propriedades antibacterianas e purificantes. É indicada para peles oleosas e com tendência a acne e promete resultado a partir da primeira semana de uso.

A linha completa é tem muitos produtos, mas eu testei quatro deles apenas que já deu para ter uma opinião sobre. Lembrando que eu tenho a pele levemente oleosa.

tea-tree-the-body-shop-2

O Gel de Limpeza Facial é em gel e feito para ser usado diariamente. Ele ajuda a remover o excesso de oleosidade sem ressecar a pele. Ele possuí 3 óleos na sua composição, todos com propriedades antibacterianas e purificantes: Tea Tree, Tea Tree de Limão e Tamana. Também tem Mentol (que tonifica a deixa sensação de refrescância na pele), Pantenol (que deixa a pele macia e evita que ressece) e Glicerina (que é um hidratante solúvel em água). R$44,00 (versão 250ml) e R$26,00 (versão 60ml).

O que eu achei? Ele é um gel quase líquido, tanto que é preciso tomar cuidado para não cair muito e ter desperdício. Faz uma espuma leve no rosto e dá sensação de refrescância na hora. Apesar de conter 3 óleos, ele não é nada oleoso e também não deixa a pele oleosa. Pelo contrário, ele tira todo excesso de oleosidade, mas sem deixar repuxando. Você consegue sentir que existe um toque de maciez na pele, o que eu gosto muito. É um dos produtos que mais gostei de usar porque tenho horror a sabonete que tinha tanto a oleosidade, ao ponto da pele repuxar e ressecar. O único ponto que me incomodou é que ele é meio chatinho de remover da pele, é preciso esfregar bastante as mãos e ter um pouquinho de paciência. No geral, gostei bastante e acho que vale a pena.

tea-tree-the-body-shop-3

O Esfoliante Facil é um dos produtos mais vendidos da marca e pode ser usado diariamente. Ele ajuda a desobstruir os poros e cravinhos, já que esfolia suavemente. Também remove as impurezas, oleosidade e células mortas da pele. Ele também contém os 3 óleos do sabonete citados acima, além de grãos de caroço de damasco e extrato de sabugueiro (que contém ácido salicílico natural). R$51,00.

O que eu achei? Apesar de preferir esfoliante mais pesados, esse é um dos meus itens preferidos porque eu sinto que refresca demais a pele e deixa ela bem lisinha. Por ser suave, ele pode ser usado todos os dias, mas eu uso entre 2-3 vezes por semana.Ele tem textura em gel com alguns grânulos médios e nada abrasivos. O que mais me chama atenção é o quanto ele deixa a ele fresquinha e como se tivesse gelada, sabe? Super refrescante! Ele também é bem concentrado, não é preciso usar muito produto. Depois que eu uso, a maior diferença é na pele lisa. Mas, quanto aos cravos e espinhas, confesso que não senti muita diferença. Ele nem sumiu com os já existentes, não fez com que aparecessem mais e nem diminuiu a chegada de novos. Só senti diferença na maciez, na pele lisa e no excesso de oleosidade retirado.

tea-tree-the-body-shop-4

A Loção Hidratante Facial é leve e não oleosa. Ela promete controlar a oleosidade e dar uma leve hidratada. Ajuda, também, a evitar acnes e espinhas. Além dos 3 óleos citados dos produtos acima, ela contém extrato de sabugueiro (como eu disse, é o ácido salicílico natural) e é totalmente sem fragrância. R$62,00.

O que eu achei? Não é dos meus hidratantes preferidos, mas eu tenho achado ele ok. Ele realmente hidratada a pele de leve sem pesar, mas não sinto que controle tanto a oleosidade. É um produto que não vai matizar a sua pele, o que acho ruim, já que no dia a dia prefiro uma pele mais sequinha. Eu tenho usado durante o dia antes do protetor solar quando vou ficar em casa sem maquiagem, ou a noite depois do meu sérum. Como pré maquiagem não indico já que, como eu disse, não promete matificar a pele. Sinceramente? É um dos produtos que não acho que valem tanto a pena. Talvez se minha pele fosse mais oleosa, eu adaptasse melhor a ele.

tea-tree-the-body-shop-5

A Máscara Purificante Facial é, também, um dos itens mais vendidos da marca. Ela promete sensação imediata de frescor na pele, ajuda a combater impurezas e combater a oleosidade. Além dos 3 óleos dos outros produtos, do mentol para trazer refrescância, da glicerina para hidratar, ela também contém caolin, que é a argila branca, um mineral que ajuda a limpar a pele e absorver o excesso de oleosidade. Indicado o uso de 1-2 vezes por semana. R$67,00.

O que eu achei? A máscara é, sem dúvida, meu item preferido. Diferente das máscaras que estamos acostumadas, essa não seca e dá um pouco mais de trabalho na hora de retirar. Esse é o único fato que me incomoda, já que é preciso esfregar bastante e usar bastante água para retirar. A minha dica é usar uma esponja (aquelas tradicionais de limpeza de pele) ou um algodão na hora de tirar. Achei que ela faz uma limpeza super poderosa na pele, você sente ela mais lisa, mais macia, com menos cravos e espinhas e sem excesso de oleosidade. Além disso, a pele fica super refrescante. É uma delícia! Eu uso apenas 1 vez por semana e pra mim é o ideal senão tenho medo de dar efeito rebote. Ela também é bem concentrada, então com pouquinho você consegue espalhar bem. Eu gosto de usar um pincel de maquiagem (aqueles língua de gato para aplicar a base) para conseguir espalhar ela por igual na pele.

Falando por completo da linha: Achei a linha bem legal e os produtos muito bons, mas não é uma das melhores linhas que já usei. Senti falta da ação matificante na pele e achei que poderia segurar por mais tempo a oleosidade. Se fosse comprar, investiria na máscara, que é o que eu mais gostei.

A linha Tea Tree é composta por mais 10 produtos:

tea-tree-the-body-shop-6

Dá pra ter um cuidado completo usando só a linha. Fiquei muito interessada em testar o BB Cream, o Shower Gel Coporral (já que tenho muitas mini espinhas nas costas e no colo), o Gel Anti-Imperfeições e o Minimizador de Poros (que ganhou o prêmio da revista Cosmopolitan).

Além das lojas físicas, você pode comprar a linha no site da marca.

postado por
Priscila Paes

Kyshadow Bronze: A paleta de sombras da Kylie Jenner!

19 de outubro de 2016

kyshadow-bronze-kylie-jenner-1

Eu estou obcecada pelos produtos da Kylie Cosmetics, já perceberam? Assim que a Kylie Jenner lançou a Kyshadow Bronze, sua primeira paleta de sombras, eu corri para comprar. Foi um pouco difícil porque esgotava o tempo todo, mas consegui. Desde que ela chegou, alguns meses atrás, eu só tenho usado ela. Juro! Não tenho usado mais nenhuma outra paleta de sombras!

A Kyshadow vem numa embalagem de papel resistente e uma cartinha linda com a letra da Kylie. As sombras são grandes, do tamanho das sombras avulsas da MAC. São 9 cores neutras em tons de bronze, sendo duas acetinadas com brilho e 7 opacas.

kyshadow-bronze-kylie-jenner-2

kyshadow-bronze-kylie-jenner-3

kyshadow-bronze-kylie-jenner-4

kyshadow-bronze-kylie-jenner-5

kyshadow-bronze-kylie-jenner-6

Antes de falar de cada uma das cores, eu preciso dizer que essa paleta é, sem dúvida, uma das melhores que eu tenho na minha coleção. A Kylie soube escolher perfeitamente porque a qualidade é impecável. É aquela sombra que nem precisa de primer de tão pigmentada que é. Todas as cores pegam bem dos olhos e esfumam bem. Você pode esfumar por muito tempo, a cor não vai sumir. Ela adere com muita facilidade na pele e não sai.

Amostra das cores sem primer:

kyshadow-bronze-kylie-jenner-7

JASPER: É a única sombra que esfarela e precisa ter cuidado. É o tom perfeito para iluminar abaixo das sobrancelhas e no cantinho interno dos olhos. É um tom de off white opaco que fica natural. As vezes uso só ela para iluminar!

QUARTZ: Meu tom preferido para aplicar na pálpebra móvel (ou nela por inteiro para um visual mais clarinho ou apenas no começo da pálpebra para um look mais escuro). É um champagne levemente rosado acetinado que no braço não se destaca tanto, mas nos olhos fica um brilho maravilhoso. Também dá pra ser usado como iluminador embaixo das sobrancelhas (as vezes passo por cima da Jasper) e no cantinho interno dos olhos.

TOPAZ: Essa eu gosto de usar em todo meu côncavo para definir. É um marrom claro nem tão frio e nem tão quente com acabamento opaco. Pra quem ter a pálpebra mais gordinha, como a minha, é perfeita em toda maquiagem. Gosto de usar só ela também no côncavo, na pálpebra móvel e a Jasper como iliuminadora.

GOLDSTONE: Dourado não tão amarelado com acabamento acetinado. Essa eu também gosto de usar na pálpebra móvel, ou ela sozinha em tudo ou esfumando com a Quartz no final da pálpebra. No meu tom de pele, ela não se destaca tanto, então fica bem natural para o dia. Ela também fica linda por cima de outra sombra marrom opaca.

CITRINE: Acho que é a cor que eu menos uso porque não sou fã de laranja, mas quando emprestei essa paleta pra minha irmã, ela amou usar essa cor no côncavo. É um marrom bem laranja opaco que, como eu disse, pode ser usado no côncavo ou até na pálpebra móvel.

TIGER EYE: Essa é uma opção a Topaz para usar no côncavo. Ela é mais clarinha e tem um fundo mais alaranjado. As vezes eu misturo os dois tons para esfumar. Também fica linda ela sozinha na pálpebra e esfumada no côncavo, um visual perfeito para o dia.

HEMATITE: Um dos marrons mais lindos com um fundo mais avermelhado e acabamento opaco. Eu gosto de usar ela exatamente na dobrinha da pálpebra com um pincel mais fino (e a Topaz ou a Tiger Eye esfumando todo côncavo). Mas, claro, dá pra usar também pra esfumar o côncavo ou em toda pálpebra móvel. Essa também é uma que esfarela um pouco, mas não tanto quanto a Jasper.

BRONZITE: Marrom super escuro com fundo levemente arroxeado de acabamento opaco. Essa eu gosto de marcar o cantinho externo na pálpebra, as vezes subir na dobrinha do côncavo de leve e até rente aos cílios (superiores e inferiores). É perfeita também para esfumar lápis e delineador. Tem que ter cuidado com essa cor porque ela é super pigmentada.

OBSIDIAN: Pretinho básico opaco e uma das sombras mais pigmentadas que já usei. O preto nem precisa de direções de como usar, né? Pra quem gosta de usar um olhão preto, esse é perfeito por ser muuuito preto. Mas geralmente uso no canto externo ou para esfumar lápis e delineador.

Onde comprar?

O site da Kylie Cosmetics entrega no mundo inteiro, eu comprei a minha lá. A Kyshadow Bronze $42 dólares (sai em torno de $4,6 dólares por sombra) e o frete para o Brasil em torno de $14 dólares. Infelizmente, como em todas as compras que fiz no site, eu fui taxada. Eu acabei jogando o papel dos Correios fora, mas é só somar 60% do valor. Sinceramente? Achei que valeu cada centavo!

Se você não tiver cartão internacional, você pode encomendar pela Flavinha Alonso através do e-mail contato@flavinhaalonso.com.br.

A Kylie vai lançar amanhã, dia 20 de Outubro às 18h do Brasil (horário de Brasília), uma loja paleta, a Burgundy. Mostrei ela nesse post e estou com as mãos coçando para comprar!

postado por
Priscila Paes