Turismo em Genebra – Meu Roteiro

15 de janeiro de 2016

genebra

Genebra é uma das cidades que eu mais estava ansiosa para conhecer. Ela é a segunda cidade mais populosa da Suíça – perdendo apenas para Zurique (que também teremos roteiro) e fica na parte francesa do país. Lá você pode se comunicar em francês ou inglês.

A cidade é pequena, o roteiro que vou apresentar pra vocês está bem completo, porém não fui em todos os locais citados. Você consegue fazer em 1 ou 2 dias todos os pontos turísticos, já que tudo é perto.

Assim como o transporte público da Suíça, em Genebra não se deixa a desejar. Você não precisa de carro porque pode fazer tudo a pé ou de ônibus. Dica: Para se locomover eu gosto de usar o Google Mapas que dá qual o melhor trajeto até o próximo ponto – seja a pé ou com algum transporte. Depende do hotel que você se hospeda, eles te dão um cartão onde você não paga nenhum transporte público durante a sua estadia – eu fiquei no Ibis e eles me ofereceram o cartão sem nenhum custo adicional.

Na Suíça a moeda é Francos, que vale um pouco menos que Euro. Apesar de todos os estabelecimentos aceitarem Euro, eles sempre fazem a conversão de 1 pra 1, então você acaba perdendo dinheiro. Dica: eu aconselho a trocar por Francos porque qualquer economia é válida.

Eu fui no inverno conhecer a cidade, mas acredito que ela seja tão linda quanto em todas as estações. O único problemas que tivemos é que estava uma neblina muito forte e não conseguimos fazer um dos melhores passeios.

Dica extra: não vá de domingo para a cidade porque todo comércio e restaurantes fecham.

O que conhecer?

Lago Lec Léman: É o lago que fica entre a França e a Suíça e é considerado o maior lago do lado Ocidental da Europa. Você pode passear ao redor de todo o lago e, o mais incrível (e o que não conseguimos fazer) é um passeio de barco. São diversos horários, o passeio dura em torno de 1 hora e você pode agendar e saber mais nesse site. Custa CHF16 por pessoa (adulto).

Fonte Jet D’Eau: É a fonte mais alta da Europa com 140 metros. Infelizmente não conseguimos ver porque seu acesso estava bloqueado por conta da neblina. É possível também ver no passeio de barco. Endereço: Quai Gustave-Ador, 1207.

relogio-flores-genebra

Horloge Fleurie

Horloge Fleurie: O famoso relógio de flores da cidade. É feito com mais de 6 mil flores que mudam de cor de acordo com a estação do ano. Vocês sabem que a Suíça é o país dos relógios né? Ele é lindo e vale uma foto. Endereço: Quai du Général-Guisan, 1204.

catedral-genebra

Catedral Saint-Pierre

catedral-saint-pierre-genebra

Catedral Saint-Pierre

Catedral Saint-Pierre: A catedral foi construída entre 1150 e 1250 e desde 1535 é a principal igreja protestante do país – por isso não tem santos. O que vale a pena na catedral é subir na torre para ter uma visão 360 graus da cidade, custa CHF5 para subir. Endereço: Place Bourg-Saint-Pierre, 1204.

Parc des Bastions

Parc des Bastions

Parc des Bastions: Um parque pequeno que vale a visita porque tem disponível jogos gigantes de xadrez e dama e também o famoso Mur des Réformateurs (Muro dos Reformadores). Endereço: Les Bastions, 1205.

ONU: O prédio foi construído entre 1929 e 1936. Não fui conhecer, mas você consegue ver pelo passeio de barco. Endereço: Palais des Nations, 1211.

Musée de la Croix Rouge: O Museu da Cruz Vermelha mostra os 150 anos de trabalho humanitário e você pode ter mais informações no site. Também não fui. Endereço: avenue de la Paix, 17.

Museu Patek Phillipe: Além de ser uma loja famosa de relógios, o museu conta toda a história do relógio. Também não fui. Custa CHF10 por pessoa. Endereço: Rue des Vieux-Grenadiers, 7.

Musée D’Art et D’Histoire: Eu adoro museus e esse foi um dos que eu mais gostei. Ele é enorme e tem uma infinidade de peças e obras diferentes. Vale muito a pena a visita. Infelizmente eu não lembro o preço dele. Endereço: Rue Charles-Galland, 2.

Ruas Rue du Rhône e Rue de Rive: são duas ruas paralelas com muitas lojas e restaurantes. É o local ideal para quem quer se jogar nas compras.

Restaurantes que eu fui:

Luigia: Foi a primeira pizzaria que fomos mas não achei tão gostoso. Não vale muito a visita. Clique aqui para ver o site. Endereço: Rua Adrien Lachenal  24A, 1207.

La Bouche-Cherie: Almoçamos nesse restaurante e e u pedi uma carne entrecôte que estava maravilhosa. Ele não é barato, mas não foge muito dos preços da Suíça. Endereço: Rue Versonnex, 1207.

Café du Soleil

Café du Soleil

Café du Soleil: Considerado um dos melhores fondues da Suíça, esse restaurante vale super a pena. O fondue é muito gostoso, o preço é ok e, além de pão, ele vem com fritas para comer com o queijo. Tem coisa melhor? De sobremesa peça o mousse de chocolate, é um dos melhores que já comi. Dica: faça reserva porque ele lota muito. Endereço: Place du Petit-Saconnex 6, 1209.

Au Petit Chalet

Au Petit Chalet

Au Petit Chalet: Achamos esse restaurante pela #genebra e gostamos muito dele. Também comemos fondue, só que esse estava mais grosso, mas ainda prefiro o primeiro. Esse tem a opção de fondue de chocolate mas não gostei muito, acho que não vale a pena. Endereço: Rue de Berne 17, 1201.

Castelo perto de Genebra:

Por indicação de uma leitora, eu fui conhecer um castelo medieval que fica na cidade de Montreux, aproximadamente 1 hora de carro de distância de Genebra. O famoso Château de Chillon é um dos castelos mais famosos da Suíça e também um dos mais preservados.

castelo-chillon

Château de Chillon

Château de Chillon

Château de Chillon

Ele fica as margens do Lago Léman e não se sabem ao certo quando foi construído, acreditam que foi perto de 1150. Para quem ama história, sonha em conhecer um castelo ou se interessa muito pela época medieavel, vale muito a pena a visita. O castelo é maravilhoso, é enorme e é todo enumerado junto com um roteiro (tem em português) que você consegue saber o que foi exatamente cada cômodo. O passeio dura em torno de 2 horas e custa CHF12,50 por pessoa (adulto). Confira aqui o site com mais informações.

Assista a todos os vlog de Genebra:

postado por
Priscila Paes

Comentários

    Franci Pacheco disse:

    Nossa Pri, que post perfeito. Amei todas as dicas, e vou salvar na pasta de viagens

    Priscila Paes disse:

    OBA! Aguarde o das outras cidades ;)

    manu disse:

    pri, reparei nos videos q vc fala “de quinta”, “de sexta” e nesse texto vc escreveu “não vá de domingo para a cidade” ao invés de falar “no domingo” que seria a maneira correta. De domingo não existe. A viagem está linda! Bjs

    Priscila Paes disse:

    Hummm, nossa, não sabia! Obrigada! =DDDD

    Nossa cada lugar lindo que vc mostra…

    Priscila Paes disse:

    Lindo demais né?

    Hingrid Uehli disse:

    Oi Pri! Sinto muito pelo mal tempo durante a sua passagem na parte francesa, a regiao é realmente muito linda e é uma pena perder isso tudo.

    Na verdade, postei no seu Youtube e Insta roteiros alternativos pra fugir da neblina, mas parece que vc nao viu. A regiao do Lavaux, entre Genebra e o Chateau de Chillon estava completamente descoberta se voce subisse um pouquinho mais na altitude. E digo, 200, 300 metros.

    Espero que um dia vc possa vir no verao, onde essa regiao é um paraiso. A cidade de Lausanne, (há 10 minutos da minha casa, moro na regiao do Lavaux) é a mais charmosa de toda a regiao do Léman. Eu vou pra Genebra todos os dias ja que minha universidade é lá, mas pessoalmente, é a cidade mais sem graca de toda regiao. É mais um polo de trabalho internacional.

    Espero que vc possa voltar um dia! Se isso acontecer, entre em contato comigo pq conheco a Suica como a palma da minha mao. (Sério, passei absolutamente todas as minhas férias aqui desde que nasci ate os meus 18 e moro há 3 anos.)

    Um beijo!

    Priscila Paes disse:

    Pois é, a neblina atrapalhou né? Mas mesmo assim fiquei encantada pela cidade. Quero muito voltar no verão, deve ser linda demais mesmo! ;)

    Que pena que o tempo não tava tão bom. Eu sinto muito frio, então o dia que for visitar a Suiça, será no verão, no máximo primavera ou outono. E já sei onde procurar as dicas pra Genebra.
    http://www.issoaquiloetal.wordpress.com

    Priscila Paes disse:

    Vou fazer das outras cidades também ;)
    Aiii, eu amo frio, então estava amando!

    Fernanda Corradi disse:

    Amore…onde vc indica trocar por francos? Pq to tendo dificuldade de achar essa moeda no brasil…em aeroporto sempre tem ne? Será q vale|?O que vc fez? Bjokasss

    Priscila Paes disse:

    Em algumas casas de cambios você consegue trocar. A gente trocou na Suíça mesmo,fomos na casa de câmbio do Migros e trocamos na hora!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *